VÍDEO SEGUINTE
Descrição

Tutti Frutti: "Fui à sede nacional e ressuscitei 260 gajos". Até os mortos terão contado nas internas do PSD

A investigação ao caso Tutti Frutti suspeita também de financiamento ilegal do PSD para as eleições internas de 2018 e para a campanha nas autárquicas de 2017. 

A Polícia Judiciária e o Ministério Público acreditam que houve falsificação de faturas de empresas ligadas, na altura, a Carlos Eduardo Reis. 

Nas escutas foi possível ouvir o deputado e Sérgio Azevedo falarem de reativação de militantes e pagamentos de quotas no valor de dezenas de milhares de euros. 

25 mai 2023, 20:09
Últimos
Últimos

EM DESTAQUE