Inundações, estradas cortadas e muita chuva. Depressão atlântica faz dois mortos e deixa Madrid sob alerta vermelho - TVI

Inundações, estradas cortadas e muita chuva. Depressão atlântica faz dois mortos e deixa Madrid sob alerta vermelho

  • CNN Portugal
  • AM com Lusa - notícia atualizada às 14:15
  • 3 set 2023, 11:03
Espanha (Mossos)

Autoridades pedem às pessoas que permaneçam em casa, pelo risco de ficarem presas nas inundações causadas pelas fores chuvas

As fortes chuvas e tempestades provocadas pela depressão atlântica que formou, no sábado à tarde, uma depressão isolada de altos níveis sobre a Península Ibérica, encerrou parques, cancelou atividades e provocou trânsito intenso em vários pontos de Espanha e continua a provocar estragos, este domingo.

De acordo com o jornal ABC, que cita fonte da Guardia Civil de Huesca, a tempestade já fez dois mortos em Huesca, município da comunidade autónoma de Aragão. Tratam-se de dois homens, de 31 e 34 anos, que terão morrido por afogamento devido "ao elevado e forte caudal" na ravina de Gorgol.

A Agência de Meteorologia Estatal (AEMET), voltou a emitir um novo aviso especial por causa das chuvas que são esperadas até segunda-feira, assinalando que, durante o domingo, é provável que depressão "estabeleça um fluxo húmido e intenso de leste, trazendo humidade do mar e favorecendo chuvas abundantes".

Perante as previsões, a região de Madrid está sob alerta vermelho, enquanto que as ilhas de Ibiza, Formentera e a cidade de Melilla se encontram sob aviso laranja. O conselho municipal de Madrid pediu aos habitantes da capital para que “permaneçam em casa” e apenas saiam “em caso de extrema necessidade”.

Também as províncias de Tarragona, Alicante, Valência, Murcia e Toledo, onde já há várias estradas cortadas, estão sob aviso laranja.

Segundo o serviço de emergências da Catalunha, as chuvas torrenciais levaram ao corte da principal autoestrada (AP-7) em Tarragona e o município de Alcanar está confinado.

No sábado, autoridades contabilizaram cerca de 500 incidentes relacionados com o mau tempo, entre eles quedas de árvores, drenagem de água em lojas ou estradas, e os bombeiros provinciais de Castellón tiveram de combater quatro incêndios em vegetação provocados por raios. Na Comunidade Valenciana, foram acumulados 174,2 litros de água por metro quadrado em Borriol (Castellón), enquanto em La Pobla de Tornesa registaram-se 109,8 litros por metro quadrado.

Este domingo, a autoridade meteorológica de Espanha colocou grande parte do território de Espanha em alerta devido à chuva, prevendo mais de 120 litros por metro quadrado na capital.

O jogo entre Atlético de Madrid e Sevilha, da quarta jornada da Liga espanhola de futebol, marcado para hoje, às 18:30 locais (17:30 em Lisboa), foi adiado devido à previsão de chuva intensa na capital espanhola. O anúncio foi feito pela Liga espanhola, que justificou esta decisão com “as más previsões meteorológicas para a tarde de hoje”, sem ter revelado nova data para o embate.

Continue a ler esta notícia