Um problema no sistema da Administração Federal de Aviação (FAA, na sigla original) causou vários problemas a vários voos nos Estados Unidos. Trata-se de um sistema que ajuda os pilotos antes das descolagens, e que está a impedir que vários aviões levantem voo.

Para já, e segundo a CNN, não é ainda possível saber ao certo qual a verdadeira extensão do problema, uma vez que algumas companhias aéreas podem voar sem acesso a este sistema, conhecido como NOTAMS, que é utilizado para obtenção de informação real sobre perigos e restrições às aeronaves. A FAA estipula que os pilotos não devem seguir apenas este sistema, pelo que os aviões podem operar em segurança através de outros dados.

"Os técnicos estão a trabalhar para repor o sistema e não existe estimativa para restaurar o serviço", pode ler-se num comunicado da FAA, que impediu a partida de voos domésticos até às 09:00 de Washington, 14:00 em Portugal Continental. Entretanto, e segundo a mesma fonte, o aviso foi levantado, pelo que todos os aviões podem agora descolar.

Por identificar continua o problema que levou ao caos nos aeroportos norte-americanos.

A American Airlines referiu que esta é uma situação que está a afetar todas as companhias aéreas, estando a trabalhar com a FAA para "minimizar o impacto na operação e nos clientes". Já a United Airlines confirma o adiamento de vários voos domésticos.

O website FlightAware, que faz o acompanhamento de voos em todo mundo, dava conta de que mais de seis mil voos tinham sofrido atrasos, enquanto mais de mil já tinham sido mesmo cancelados..

António Guimarães