O bloco de partos do Hospital de Portimão encerrou na terça-feira às 21:00 e só vai reabrir às 9:00 do dia 2 de janeiro de 2023 devido à ausência de pediatras, informou esta quarta-feira o Centro Hospitalar Universitário do Algarve (CHUA).

Em comunicado, o CHUA indicou que o funcionamento do serviço de urgência de Ginecologia e Obstetrícia do Hospital de Portimão vai estar também condicionado, funcionando durante esse período apenas para grávidas até às 22 semanas.

De acordo com o centro hospitalar do Algarve, que integra os hospitais de Faro, Portimão e Lagos, a carência de médicos pediatras levou a uma reorganização dos serviços articulada entre as unidades hospitalares de Portimão e Faro para o período de fim de ano.

Trata-se de uma resposta regional articulada entre as suas duas unidades hospitalares, “de forma a garantir os melhores cuidados de saúde à população, sem necessidade de transferência para hospitais de outras regiões”, refere.

Assim, adianta o CHUA, entre as 9:00 de quinta-feira e as 9:00 do dia 2 de janeiro, o atendimento por médicos especialistas de pediatria “está assegurado pelo Serviço de Urgência Pediátrica de Faro”.

Durante o mesmo período, o atendimento em urgência de pediatria no Hospital de Portimão “será realizado por médicos não especialistas, funcionando como serviço de urgência básico”, sendo o internamento assegurado na unidade de Faro.

O bloco de partos/maternidade “está em pleno funcionamento no Hospital de Faro, garantindo assim uma resposta regional”, lê-se na nota.

Os constrangimentos dos serviços “devem-se à grande carência/limitação de recursos humanos, na qual o CHUA tem estado a trabalhar no sentido de os resolver, reforçando os serviços com a contratação de novos profissionais em 2023”, conclui a nota do CHUA.

/ DCT