Ligações de metro do Campo Grande a Telheiras e Cidade Universitária suspensas até julho - TVI

Ligações de metro do Campo Grande a Telheiras e Cidade Universitária suspensas até julho

  • Agência Lusa
  • BC
  • 2 mai 2023, 07:58
Metropolitano de Lisboa (foto: AWAY/ DR)

Obras de expansão obrigam ao encerramento das linhas

A circulação no Metro de Lisboa entre Telheiras e Campo Grande (linha Verde) e entre Campo Grande e Cidade Universitária (linha Amarela) vai estar interrompida entre esta terça-feira e 7 de julho, devido às obras de expansão daquelas linhas.

Numa publicação na sua página online, o Metropolitano de Lisboa refere que a estação de Telheiras vai estar encerrada durante este período de obras.

As estações Campo Grande e Cidade Universitária vão manter-se a funcionar no horário habitual.

Os trabalhos vão permitir a ligação dos novos viadutos do Campo Grande à infraestrutura atualmente existente, permitindo a futura entrada em exploração da já anunciada nova linha circular. Serão também instalados “novos aparelhos de mudança de via”, para possibilitar novas ligações entre as estações abrangidas.

De acordo com o Metropolitano, “até à reposição da normal circulação no troço da linha Verde e Amarela”, será reforçada a oferta nas horas de ponta.

Durante o período da intervenção, o átrio sul da estação Alvalade (linha Verde) passa a encerrar à 01:00, em vez de encerrar às 21:30.

No eixo Telheiras – Campo Grande, a empresa sugere a utilização de algumas carreiras da Carris: a 767, com a ligação Campo Mártires Pátria – Reboleira (Metro); a 747, com o percurso Campo Grande (Metro) – Pontinha (Metro); a 778, com o percurso Campo Grande (Metro) – Colégio Militar (Metro), e a 717, entre a Praça do Chile e Fetais.

Já no eixo Cidade Universitária – Campo Grande, é sugerida a utilização dos percursos rodoviários 738 (Estrada Luz – Alto Santo Amaro), 735 (Cais Sodré – Hospital Santa Maria), 70 (Campo Grande Metro – Campo de Ourique) e 736 (Cais Sodré – Odivelas).

A transportadora recorda também que há ligações aos comboios da CP e da Fertagus através da estação Roma-Areeiro.

Com inauguração prevista em 2024, a nova linha circular, que vai ligar a estação do Rato ao Cais do Sodré, numa extensão de mais dois quilómetros de rede, irá criar um anel circular no centro de Lisboa, e interfaces que conjugam e integram vários modos de transporte.

O Metropolitano de Lisboa opera diariamente com quatro linhas: Amarela (Rato-Odivelas), Verde (Telheiras-Cais do Sodré), Azul (Reboleira-Santa Apolónia) e Vermelha (Aeroporto-São Sebastião).

Normalmente, o metro funciona entre as 06:30 e as 01:00.

Continue a ler esta notícia