Dona do Pingo Doce aprova prémio de 750 euros para funcionários - TVI

Dona do Pingo Doce aprova prémio de 750 euros para funcionários

  • ECO - Parceiro CNN Portugal
  • Joana Morais Fonseca
  • 21 mar 2023, 17:48
Pingo Doce, da Jerónimo Martins

Em Portugal são abrangidos cerca de 22 mil colaboradores, num investimento superior a 15 milhões de euros. O "cheque" é de 750 euros e será pago em abril

O Conselho de Administração de Jerónimo Martins aprovou a distribuição de um prémio extraordinário aos colaboradores em Portugal, Polónia e Colômbia, num total de 75 milhões de euros. Em Portugal vão ser abrangidos 22 mil colaboradores, que irão receber 750 euros em abril.

“O Grupo Jerónimo Martins investe 75 milhões de euros na atribuição de um prémio extraordinário a cerca de 90 mil colaboradores das operações (na sua maioria lojas e centros de distribuição) em Portugal, Polónia e Colômbia”, adianta o grupo liderado por Pedro Soares dos Santos, em comunicado divulgado esta terça-feira.

O “cheque” será pago “em abril” conjuntamente com o salário “como reconhecimento do trabalho e do contributo destes colaboradores para os resultados obtidos em 2022”, justifica a empresa. O grupo apresenta os resultados financeiros relativos ao ano passado na próxima quinta-feira. Os resultados preliminares indicavamque as vendas da dona do Pingo Doce dispararam 21,5% para 25,4 mil milhões de euros em 2022.

Assim, em Portugal o prémio será de 750 euros e “será atribuído a cerca de 22 mil colaboradores”, de um total de mais de 34 mil. Contas feitas, o montante destinado aos funcionários a colaborar em território nacional ronda os 16,5 milhões de euros.

Em 2022, o grupo tinha aprovado um prémio de extraordinário de 550 euros aos funcionários, pelo que este ano o prémio é de mais 200 euros, isto é, um aumento de 36% face ao ano passado.

Continue a ler esta notícia