VÍDEO SEGUINTE
Descrição

"Eu acho que o CDS está morto e ainda não deu por isso"

Miguel Sousa Tavares diz que o CDS tem sido "uma deceção" na Aliança Democrática, ao contrário daquilo que o esperava. Segundo a análise do comentador, começou pela escolha de Paulo Núncio para integrar o grupo parlamentar, em vez de Nuno Melo ter optado pelos "bons", como "Cecília Meireles, João Almeida ou Pedro Mota Soares". "Achei que tinha algumas ideias, que ia acrescentar alguma coisa à AD, mas não tem acrescentado nada", critica. 

Ontem às 22:31
5.ª Coluna
Últimos
Ver todos
5.ª Coluna
Últimos
Ver todos