Marcelo diz que não falou nem um segundo sobre política interna com Costa - TVI

Marcelo diz que não falou nem um segundo sobre política interna com Costa

  • Agência Lusa
  • MJC
  • 7 jun 2023, 23:09
O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, e o primeiro-ministro, António Costa (Lusa/Tiago Petinga)

Presidente realçou a "convergência total" entre os dois em matéria de política externa

Relacionados

O Presidente da República disse que não falou nem um segundo sobre política interna com o primeiro-ministro na África do Sul, mas realçou a "convergência total" entre os dois em matéria de política externa.

Marcelo Rebelo de Sousa respondia a perguntas dos jornalistas no fim das comemorações do Dia de Portugal na África do Sul, na Associação da Comunidade Portuguesa de Pretória, de onde o chefe do Governo, António Costa, saiu mais cedo, para viajar de regresso a Portugal.

Interrogado se teve tempo para falar com António Costa sobre as audições de governantes e ex-governantes desta semana no parlamento, o chefe de Estado respondeu: "Não tive, não tive tempo para falar com o primeiro-ministro, francamente, se não à entrada e à saída das cerimónias, porque foi um programa tão intenso".

"Ele ainda por cima esteve menos tempo, teve de partir mais cedo, chegou mais tarde. E nós trocámos impressões ocasionais sobre o que se passava aqui, as relações Portugal-África do Sul. Concordou comigo com uma prioridade maior a dar à África do Sul, e a África do Sul a dar a Portugal", disse.

O Presidente da República acrescentou que "propriamente sobre Portugal" não falaram: "Não houve, mas é que não houve mesmo, um segundo para falarmos de política interna".

Marcelo Rebelo de Sousa evitou qualificar o estado das suas relações com o primeiro-ministro, mas realçou que "na problemática internacional há uma convergência total".

Questionado se o problema é a política interna, declarou: "Eu não direi que é problema. Direi é que quando estamos verdadeiramente focados na política externa, e estamos no estrangeiro, a parte internacional é fundamental, isso domina as preocupações de um e de outro".

Continue a ler esta notícia

Relacionados