Anderson Cooper vai ser o responsável pela primeira entrevista ao príncipe Harry sobre o livro "Na Sombra", que vai ser lançado no dia 10 de janeiro. A entrevista, que vai ser transmitida no dia 8 de janeiro, domingo, no programa "60 minutos", da CBS, vai abordar o conteúdo do livro e antecede a entrevista da ITV.

Depois do anúncio da data de exibição da entrevista, o canal divulgou um segundo vídeo, onde é possível ver o jornalista a questionar Harry porque não lidou com os problemas com a família em particular. 

"De todas as vezes que tentei fazer isso em particular, houve briefings, fugas, histórias plantadas contra mim e contra a minha mulher. O lema da família é nunca reclamar e nunca explicar - [mas] é apenas um lema. Eles [Palácio de Buckingham] vão alimentar ou ter uma conversa com um correspondente, e esse correspondente será literalmente alimentado com informações e escreverá a história, e no final, dirão que entraram em contato com o Palácio para comentar. Mas toda a história são comentários do Palácio de Buckingham. Então, quando nos últimos seis anos nos dizem 'não podemos fazer uma declaração para o proteger', mas fazem-no isso por outros membros da família, chega a um ponto em que o silêncio é uma traição", afirma o duque de Sussex.

Depois do documentário da Netflix, foi avançado que o príncipe Harry, que não poupou críticas à imprensa britânica no documentário, chegando mesmo a acusar o jornal The Mail de ser responsável pelo aborto de Meghan Markle, teria escolhido um jornalista britânico para a primeira entrevista de promoção do livro de memórias. 

De acordo com o The Times, essa entrevista vai ser conduzida por Tom Bradby, jornalista da ITV mas também amigo de Harry e que acompanha o duque desde o início dos anos 90 enquanto correspondente real.

Andreia Miranda / notícia atualizada às 12:53