Paulo nasceu sem braços e sem pernas, mas é um «herói»

No «Dois às 10», conhecemos o testemunho de um homem que não se deixou vencer pelas limitações.

Paulo Azevedo nasceu sem braços e sem pernas, mas nunca deixou que isso o impedisse de sonhar. Foi o primeiro português com deficiência a entrar numa novela e até foi eleito «ator revelação». Maria Botelho Moniz descreve-o como um «herói». 

Paulo motiva milhares de pessoas, com as suas palestras, a superar as diversidades da vida e acreditar. 

Atualmente mantém a carreira de ator e está em cena com uma peça de teatro “Calígula morreu. Eu não”, no Teatro Nacional D. Maria II, entre 25 de junho e 4 de julho.

MAIS EXTRAS