Supremo iliba Carlos Alexandre pela forma como lhe foi distribuída a operação Marquês  - TVI

Supremo iliba Carlos Alexandre pela forma como lhe foi distribuída a operação Marquês 

  • Henrique Machado
  • 7 dez 2022, 16:41
Carlos Alexandre (Getty Images)

Juízes conselheiros entendem que não existiu qualquer irregularidade, apesar de a distribuição ter sido feita de forma manual, contrariando assim a defesa de José Sócrates

O Supremo Tribunal de Justiça decidiu esta quarta-feira não levar o juiz Carlos Alexandre a julgamento pelo caso da alegada manipulação na distribuição, em 2014, do processo que deu origem à operação Marquês, apurou a CNN Portugal. 

Entendem os juízes conselheiros que não existiu qualquer irregularidade, apesar de a distribuição ter sido feita de forma manual e não sorteada, contrariando assim as pretensões da defesa de José Sócrates. 

O antigo primeiro-ministro e principal arguido nesse processo recorrera ao Supremo por entender que o juiz Carlos Alexandre, em conluio com uma funcionária judicial que fez a distribuição do processo, teria cometido crimes de abuso de poder, falsificação e denegação de justiça. 

Recorde-se que, antes desta apreciação do Supremo, já o Tribunal da Relação de Lisboa tinha decidido pela não pronúncia do magistrado.

Continue a ler esta notícia