A Grécia deteve cerca de 1.300 supostos traficantes ao longo do rio Evros, na fronteira com a Turquia, e impediu que cerca de 256.000 migrantes entrassem na União Europeia (UE), segundo o ministro da Proteção ao Cidadão grego.

Numa entrevista ao canal de televisão Skai, Takis Theodorikakos também confirmou que a decisão do Governo grego de construir uma cerca de separação no rio Evros, uma estrutura que terá cerca de 140 quilómetros de extensão, é "definitiva".

Atenas quer cobrir quase completamente a fronteira no rio Evros devido ao crescente número de passagens ilegais a partir do lado turco.

“A ideia é que comecemos a construção dos primeiros 35 quilómetros num ponto central”, explicou o ministro sobre um projeto orçado em 100 milhões de euros e que vai contar com a colaboração do Ministério da Defesa grego.

O Ministério da Defesa já concluiu o estudo do projeto e aguarda-se a aprovação formal do Ministério das Finanças, declarou Theodorikakos.

/ AM