João Gomes Cravinho afirma que desconhecia problemas judiciais dos sócios

O ministro dos Negócios Estrangeiros faz parte de uma sociedade imobiliária à qual também pertence um sócio condenado por fraude fiscal. 

Marcos Lagoa foi um dos 11 arguidos no processo dos CTT, e acabou por ser condenado a pagar 20 mil euros ao Estado. 

João Gomes Cravinho diz que desconhecia os problemas judiciais dos sócios.

Sobre "Jornal da Uma"