VÍDEO SEGUINTE
Descrição

“Uma corporação fechada que não quer mudar e não aceita críticas”: Sousa Tavares sabe que assinou Manifesto pela Justiça "para nada"

No comentário semanal 5.ª Coluna, Miguel Sousa Tavares explicou que, apesar de “não ser um profissional de abaixos assinados de maneira nenhuma”, assinou o Manifesto pela Justiça "porque isto é um sobressalto cívico". No entanto, o comentador da TVI assegura que sabe que “não vai acontecer nada”.

Sousa Tavares classifica o Ministério Público como "uma corporação fechada sobre si, que reage corporativamente, que não quer mudar nem refletir sobre o que está mal, mas que não aceita sequer críticas", criticando a "morosidade, o espetáculo da investigação criminal, as violações sistemáticas do segredo de justiça, o abuso de meios de prova, acusações que acabam em nada e dão cabo da vida das pessoas, a falta de garantias de defesa e o total desresponsabilização do Ministério Público".

9 mai, 22:07
Últimos
Últimos

Mais Vistos