António Costa confessa: «O médico tem me apoiado»

O primeiro-ministro português explicou a Cláudio Ramos e Maria Botelho Moniz, como lida com a pressão que cai sobre os seus ombros.

No «Dois às 10», António Costa e Fernanda Tadeu falaram sobre os últimos dois anos, marcados pela pandemia, e como isso tem afetado a nossa sociedade, principalmente do ponto de vista político. Cláudio Ramos e Maria Botelho Moniz questionaram o convidado especial sobre como lida com o stress e com o cansaço, devido aos esforços que a pandemia exige, explicando que precisa das suas horas de descanso: «Já passei aquela idade em que só dormia 4 horas»; «O médico tem me apoiado».

Falando do orçamento de estado, António Costa expressou a frustração e a infelicidade que sentiu, ao ver chumbado o orçamento de estado:  «Fiquei desiludido»; «Foi como morrer na praia». O Primeiro-ministro explicou todo o trabalho árduo por trás de cada orçamento, revelando ter sido um trabalho deitado fora.

Fernanda Tadeu, sua companheira de vida, conta que no dia em que isto aconteceu, António Costa chegou a casa muito desanimado. Explicou também que este não é pessoa de expressar sentimentos, principalmente quando está triste.

A Não Perder

MAIS

Mais Vistos

Mais Vistos Goucha

Receitas

Fotos

Vídeos