Capa inédita da Vogue dedicada às mulheres apresenta 40 supermodelos e megaestrelas - TVI

Capa inédita da Vogue dedicada às mulheres apresenta 40 supermodelos e megaestrelas

  • CNN
  • Jacqui Palumbo
  • 9 fev, 11:22
Capa Vogue edição março de 2024

Vogue britânica apresenta 40 estrelas de capa "lendárias" para a última edição do diretor Edward Enninful

A última edição da British Vogue sob a direção de Edward Enninful, o editor-chefe cessante, não tem uma superestrela na capa - tem 40.

O editor de moda nascido no Gana demitiu-se inesperadamente em junho, após mais de seis anos ao leme da revista. A sua capa reúne supermodelos, megaestrelas de Hollywood, ícones pop e outros adorados da moda com quem trabalhou, incluindo Naomi Campbell, Cindy Crawford, Miley Cyrus, Linda Evangelista, Jane Fonda, Dua Lipa, Kate Moss e Serena Williams.

Fotografadas em Manhattan por Steven Meisel (para a capa) e Ned Rogers (para as páginas interiores), as 40 mulheres viajaram de Londres, Paris, Milão, Los Angeles e outros locais para participarem na edição histórica, referiu Enninful na sua carta do editor final.

Christy Turlington, Maya Jama, Selma Blair e Precious Lee para a edição de março de 2024 da British Vogue. Ned Rogers

"Quando chegou a altura da minha última edição, sabia que a capa seria dedicada às mulheres. Claro que sim! As mulheres moldaram a Vogue britânica durante quase 108 anos e influenciaram certamente todos os momentos do meu mandato de seis anos e meio aqui, para não falar do facto de me terem guiado e orientado ao longo de toda a minha vida", escreveu Enninful.

"Era claro para todos nós na equipa que nenhuma mulher poderia ou deveria resumir estes últimos anos para a revista", acrescentou. "O que precisávamos era de um grupo, de nos apoiarmos no poder do coletivo para dar vida ao que espero que tenha sido um período ousado, perturbador e evolutivo na história da Vogue."

A notícia da saída de Enninful provocou ondas de choque no mundo da moda no ano passado. Depois de uma carreira que influenciou os mais altos escalões da indústria através de cargos na i-D, W e American Vogue, Enninful defendeu a diversidade na edição britânica desta última revista, naquilo que muitos consideraram ser uma nova direção muito necessária para a célebre publicação.

O seu mandato assistiu a várias estreias históricas, como a contratação dos fotógrafos negros Misan Harriman e Kennedi Carter para fotografar histórias de capa, ambos em 2020, e uma série de cinco capas protagonizadas por ativistas, modelos e criativos com deficiência para a edição de maio de 2023.

Miley Cyrus na edição de março de 2024 da Vogue. Ned Rogers

Enninful também evitou as normas etárias da indústria com uma edição de 2019 dedicada a mulheres com mais de 50 anos (estrelando Fonda na capa). As suas outras estrelas de capa incluíam Miriam Margolyes, de 82 anos, que posou nua para a edição do mês do orgulho do ano passado, e Dame Judi Dench, então com 85 anos.

Para a última edição de Enninful, Christy Turlington, de 55 anos, uma das 40 estrelas da capa, reconheceu uma mudança na aceitação, dizendo à revista: "Estamos a melhorar a forma como celebramos as mulheres de todas as idades".

Naomi Campbell, que já apareceu em quatro capas da Vogue britânica durante o mandato de Enninful. Ned Rogers

Em 2022, havia rumores de que Enninful seria o próximo a ocupar o cargo principal da Vogue americana, embora na altura tenha dito a Christiane Amanpour, da CNN, que "não queria" o papel de Anna Wintour e que esta não se iria demitir tão cedo. Vai agora assumir um cargo de conselheiro na editora da Vogue, a Condé Nast, um cargo que, segundo ele, lhe dá "a liberdade de assumir projectos criativos mais amplos".

Chioma Nnadi, antiga editora digital da Vogue americana, vai entretanto assumir o comando da Vogue britânica, tornando-se a primeira mulher negra a ser nomeada para o cargo. Enninful já tinha chamado a Nnadi "um talento brilhante e único com uma visão real, que levará a publicação a alturas cada vez maiores".

Referindo-se ao seu novo papel na sua última carta do editor, Enninful está "determinado a continuar a defender a incrível variedade de vozes na moda e nos media, e a garantir que mantemos a explosão de energia dos últimos anos".

"Dizemo-lo sempre, porque tem sempre de ser dito: Ainda há muito a ser feito", acrescentou.

Continue a ler esta notícia