VÍDEO SEGUINTE
Descrição

Renato Gonçalves e Marco "Orelhas" "agiram de forma deliberada e consciente" na noite em que mataram um adepto na festa do FC Porto

Marco "Orelhas", o filho Renato e o cunhado Paulo "Chanfra" foram condenados esta quarta-feira, no Tribunal do Porto, pela morte de Igor Silva, um jovem de 26 anos que foi esfaqueado 18 vezes junto ao Estádio do Dragão, durante os festejos dos dragões, em maio de 2022.

A juíza Isabel Teixeira aplicou uma pena de 20 anos de prisão a Renato e 18 anos a 'Orelhas' e ao cunhado. 

Marisa, companheira de 'Orelhas', foi condenada a um ano e oito meses de prisão, enquanto Iara e Cassandra receberam pena de um ano de prisão.

Diogo Meireles, Rui Costa, Sérgio Machado e Miguel Pereira foram absolvidos.

8 mai, 18:41
Últimos
Últimos