Jovem desaparecida há 11 dias é encontrada na rua, desorientada e com discurso pouco coerente

Ontem, dia 11 de agosto, o «Dois às 10» esteve em direto com a mãe da jovem desaparecida, Deolinda, que pediu ao país para não parar a busca pela filha de 23 anos.

Vanessa Couto não era vista desde o dia 1 de Agosto e, poucos minutos depois do direto entre a mãe e o «Dois às 10», a jovem é encontrada, com vida. Vanessa, militar, apareceu no Cacém, em Sintra, bastante desorientada.

Segundo o repórter da TVI, Bruno Caetano: «A jovem apresentava um discurso pouco coerente. Recorde-se que Vanessa deveria ter-se apresentado no estabelecimento prisional militar de Tomar,dia 1 de Agosto, a mais de 150 km do local onde foi encontrada pela PSP».

Na «Atualidade» a terceira parte do programa «Dois às 10», os comentadores discutem as questões que para já não têm resposta. O inspetor chefe da PJ, António Teixeira, pergunta-se porque é que a jovem terá abandonado o serviço sem justificação, mas acredita que: «Há de dar as suas explicações se o entender e se se recordar».

Segundo a mãe da jovem, Vanessa Couto já tinha sofrido uma depressão profunda há uns anos, mas neste momento tinha planos de futuro e objetivos e nada fazia prever este desfecho.

RELACIONADOS

A criança milagre que sobreviveu com 1% de hipóteses

Mãe de Sandro Lima: «Disse-me: Mãe, se não chorar contigo, vou chorar com quem?»

Cláudio Ramos sobre empregada de Cristiana Jesus: «Não é boa da cabeça»

Filipe vendeu haxixe por estar desempregado: «A minha filha pedia-me um iogurte para comer e eu não tinha».

Teresa Silva não tem problemas em admitir que faz botox: «O dinheiro é meu»

«Batia em si mesmo, mordia-se… e a mim também, era sempre o alvo»

O momento engraçado em que Alice Alves contou à mãe que estava grávida

A Não Perder

MAIS

Mais Vistos

Mais Vistos Goucha

Receitas

Fotos

Vídeos