Mulher morta por funcionária de padaria depois de reclamar do pão nas redes sociais - TVI

Mulher morta por funcionária de padaria depois de reclamar do pão nas redes sociais

  • TVI
  • MSM
  • 26 jul 2023, 12:30
Pão (pexels)

A vítima foi esfaqueada e não sobreviveu aos ferimentos

Relacionados

Uma mulher foi detida por esfaquear mortalmente outra depois de um desentendimento nas redes sociais, em Betim, no Brasil. Patrícia Ferreira, empregada numa padaria, confessou ter matado uma cliente, Ana Amaral, depois desta ter feito uma publicação no Facebook a reclamar da má qualidade do pão, escreve a CNN Brasil.

No sábado, dia 22 de julho, Ana Amaral foi atacada por Patrícia, quando estava num bar. A vítima, que sofreu vários golpes nos braços, um dos punhos, um ombro e tórax, foi socorrida pela irmã, que a levou para a unidade hospitalar mais próxima, onde acabou por morrer.

Abordada pela polícia, a agressora confessou o crime e revelou que passou a andar com uma faca, depois do desentendimento com a cliente.

O crime ocorreu dez dias depois de Ana Amaral ter colocado uma publicação no Facebook, onde mostrou vídeos do pão e apontou que este tinha carraças e sujidade.

Entre as imagens colocadas online estava ainda o vídeo da sua ida à padaria para reclamar da falta de qualidade do produto.

Patrícia Ferreira foi comentar a publicação e desmentiu a cliente, apontando que o estabelecimento era desparasitado com frequência. "Isto não vai ficar assim", disse a empregada.

Continue a ler esta notícia

Relacionados