Ao Minuto

Gabriel Sousa deixa Portugal em lágrimas com história de superação: «Ninguém deve ser maltratado por amar»

  • Big Brother
  • 8 abr, 15:55
Gabriel Sousa deixa Portugal em lágrimas com história de superação: «Ninguém deve ser maltratado por amar» - Big Brother
Gabriel Sousa

Conheça a arrepiante história de vida do concorrente.

Na passada gala de domingo, dia 7 de abril, assistimos à arrepiante e impressionante curva da Vida de Gabriel Sousa. O concorrente de 26 anos, recorda momentos traumáticos por que passou. Esta curva da vida é marcada por agressões, bullying, mas também por superação. 

O concorrente de Penafiel conta um episódio onde foi quase vítima de violação: «Numa certa altura, tinha ido jantar com os meus pais, devia estar no meu 9° ano, os meus pais foram pagar a conta e eu disse que ia à casa de banho, quando fui à casa de banho, um senhor pediu-me ajuda e puxou-me para dentro de uma porta da casa de banho, e tentou violar-me... Não consegui contar aos meus pais, tinha medo de vir da escola sozinho. A minha mãe quando começou a aperceber-se que eu não queria dormir sozinho… foi quando eu lhe contei. Comecei a ir ao psicólogo». 

O concorrente revela, ainda, quando começou a sentir atração física por homens: «Achei que era uma coisa que não poderia acontecer, uma coisa errada. Até cheguei a sentir, nojo do meu corpo. Decidi assumir que era homossexual a uma amiga minha, deixámos de ser amigos e ela para se vingar de mim, decidiu espalhar pela escola toda que eu era gay. E, as pessoas começaram a chamar-me de paneleiro, gay… Foi muito complicado para mim… as pessoas na altura batiam-me e cheguei a ir para o hospital por 3 vezes… na altura, deram-me com um ferro na cabeça, partiram-me alguns dentes. Não queria contar com medo do que poderia acontecer depois, porque quem bate uma, duas, três vezes, certamente, se eu contasse ia ser pior. Quando isto começou a acontecer de forma mais repetitiva eu cheguei a ir até à direção da escola e disse que me batiam, na altura o sub-diretor da escola deu-me um estalo na cara e disse-me que a escola não era para homossexuais. Disse para eu desistir, ele próprio fazia bullying comigo».

Gabriel Sousa acrescenta: «A médica disse que eu devia contar aos meus pais, decidi assumir para a minha mãe que era homossexual, a minha mãe reagiu muito bem, aceitou-me. E, o meu pai também. E fiquei livre, porque finalmente podia ser quem eu era, ia poder ser uma pessoa mais feliz».

O concorrente conta mais um episódio marcante na sua vida: «Tive um episódio em que me tentei suicidar. Depois destes episódios fiquei uma pessoa muito fria, não me juntava com as pessoas a jantar, não saía à noite, só o barulho das pessoas à minha volta metia-me confusão. Foi quando comecei a meditar e a procurar crescer como pessoa, como ser humano».

Após este testemunho, Gabriel Sousa desabafa no confessionário com Cláudio Ramos:

«Temos de ter noção que ninguém escolhe ser homossexual, ninguém escolhe ir pelo caminho mais difícil. É uma questão de amar, ninguém deve ser prejudicado, ser maltratado por amar. Eu acho que o amor é uma coisa bonita. As pessoas hoje em dia já começam a aceitar um bocadinho mais, mas foram momentos muito complicados, mas tento pôr para trás das costas. Gosto muito da pessoa que me tornei e da pessoa que me estou a tornar a cada dia e por outro lado, também quero dizer às pessoas que sofrem em silêncio, que não escondam que abram o coração. Ninguém deve sofrer em silêncio».

A arrepiante história de vida do concorrente deixou todos em lágrimas. Veja o momento, aqui!

Relacionados

Viral

Mais Viral